Arquivos da categoria: Sites

Conheça alguns dos projetos realizados pelo Design Deforma.
Projetos que aliam funcionalidade, estética e focam na experiência e usabilidade, perfil do cliente.
Mais do que uma página no ar, é a sua imagem no mundo virtual. Um site vende conceito, representa valores, ideais.

Usabilidade_zpswwdotad0.jpg

9 erros de usabilidade que devem ser evitados em seu projeto

A usabilidade é uma expressão utilizada para determinar a facilidade com que usuários interagem com uma determinada ferramenta, seja ela online, mobile ou qualquer outro sistema.

Em poucas palavras, pode-se dizer ainda que usabilidade é a forma como o usário irá interagir, bem como o nível de aceitação desta interação. No geral, este nível de aceitação é medido pela capacidade do sistema realizar suas tarefas com sucesso e a facilidade com que o usuário realiza as operações necessárias no sistema.

Ou seja, a usabilidade é um fator de grande importância para que desenvolvedores possam levar aos seus clientes um maior nível de aceitação possível. Pensando neste assunto, separamos nove erros de usabilidade que desenvolvedores e designers devem evitar em seus projetos. Acompanhe os detalhes a seguir:

1. Não falar a linguagem do usuário

Todo projeto é criado para um público-alvo. Deste modo, um erro que pode trazer o desagrado do usuário está na linguagem de difícil compreensão ou até mesmo inadequada para os usuários que irão atuar no sistema. Mensagens de erro incompreensíveis ou instruções mal elaboradas são alguns dos erros na liguagem.

Um exemplo simples que podemos imaginar está em um aplicativo infantil com linguagem de difícil compreensão para tal público.

2. Ignorar atalhos

Os atalhos, como o próprio nome se refere, são meios de se chegar a determinado destino em um menor tempo ou percorrendo o menor caminho possível. Para ações rotineiras em um determinado sistema, é imprescindível que a opção por atalhos seja analisada como forma de implementar este recurso ao projeto.

Além disso, os atalhos oferecem múltiplas rotas para recuperar a mesma informação. São os conhecidos botões “Voltar” ou “Home”, os quais não devem ser ignorados em um projeto.

3. Tamanho de fontes

O tamalho das fontes também é um assunto muito discutido quando o assunto é usabilidade. Além do critério de que a fonte deve ser legível e de fácil compreensão, os tamanhos de fontes não possuem um padrão específico. Porém, vale ressaltar que fontes muito pequenas é um fator que pode trazer o desagrado do usuário, pois uma leitura cansativa é uma das causas para o abandono de uma página.

4. Conteúdo desorganizado

A desorganização da estrutura de um projeto é uma das principais fontes de desagrado do usuário com relação à usabilidade inicial de um sistema. Deste modo, as informações mais importantes devem saudar os visitantes quando estes chegam ao sistema.

É importante também ter em mente os diferentes tipos de visitantes que um site seja provável receber e, deste modo, organizar as informações para atender diferentes necessidades.

Um simples exemplo que podemos citar é um site de uma universidade, o qual deve conter guias para redirecionar visitantes diferentes (os futuros alunos, atuais alunos, ex-alunos e professores).

5. Problemas com links

Assim como o conteúdo de um site deve ser monitorado, os links de um projeto também deve ser revisados constantemente de modo a evitar páginas com erros, que trazem a insatisfação dos usuários.

Além disso, links inoperantes trazem o aspecto de pouco profissionalismo. Deste modo, manter links sempre atualizados é um dos caminhos para manter usuários engajados com o sistema.

6. Não identificar áreas clicáveis

Os links são mecanismos onde o usuário irá navegar em um sistema. Deste modo, um erro comum é não identificar os links ou ainda identificá-los de maneira incorreta. O usuário precisa saber que um botão tem a funcionalidade de botão antes mesmo de clicar nele. Deste modo, os links ou áreas clicáveis devem ser destacados de maneira correta e nítida, fazendo com que o usuário não tenha dificuldades para a navegação.

7. Ignorar dúvidas do usuário

Além dos erros citados anteriormente, ignorar dúvidas dos usários pode ser uma das maiores falhas de usabilidade.

Deste modo, manter uma página de fácil acesso com as dúvidas mais frequentes (FAQ) ou ainda opções de contato com desenvolvedor traz ao usuário uma maior segurança com relação ao esclarecimento de suas dúvidas ou problemas que este encontre no sistema.

8. Esquecer caixas de pesquisa

A maioria dos usuários, quando acessam um site ou um sistema, desejam encontrar determinado conteúdo rapidamente de modo a não precisar navegar por todo o site para encontrarem o que buscam. Sendo assim, os campos de pesquisa são recursos que não devem ser ignorados em um projeto.

Exemplos comuns são blogs e lojas virtuais onde o usuário terá ao seu alcance uma grande quantidade de conteúdo, porém sem opções de pesquisa, a tarefa de encontrar o que deseja torna-se muito trabalhosa.

9. Não categorizar informações

Outro erro comum que pode dificultar a usabilidade de um projeto está em não categorizar as informações. Deste modo, o usuário ficará perdido perante a assuntos distintos.

Um exemplo: você produziu um aplicativo mobile para receitas culinárias. Note que se não houver menus de categorias (doces, massas, salgados, bebidas, entre outras) o usuário terá grandes dificuldades em encontrar o que realmente deseja. Portanto, as categorias e subcategorias são elementos indispensáveis para uma boa navegação.

Vale ressaltar ainda que, para cada projeto, existem especificações diferentes, porém, deve existir sempre um senso comum com relação aos principais pontos a serem trabalhados na boa usabilidade de um projeto.

Gostou do post? Então, siga acompanhando o blog para ficar informado sobre assuntos do mundo do design!

144147602-1.jpg

6 dicas para fazer uma boa capa no Facebook

Muitas vezes, a capa da página no Facebook é o primeiro contato do cliente em potencial com a identidade visual da sua empresa. Por isso, é muito importante que ela seja uma tradução fiel do DNA da marca e que transmita o máximo de credibilidade. Com o aumento da concorrência, já não é possível ter sucesso no mundo online sem pensar nessas questões.

De acordo com um levantamento da 99designs, 95% das empresas que têm capas personalizadas no Facebook acreditam que o design é um elemento importante para o seu sucesso. Nada menos que 79% das marcas que reformularam o visual das suas fanpages perceberam um aumento no engajamento e 78% viram um aumento no número de curtidas.

Se você tem vontade de criar uma nova capa ou reforçar a sua identidade visual no Facebook, confira algumas dicas e comece a transformação hoje mesmo!

1 – Siga as regras do Facebook

Antes de partir para a ação, é importante que você leia ou revise os termos de uso do Facebook. Entre outras restrições, a rede social não permite que seus usuários utilizem mais do que 20% da área da imagem para textos, divulguem preços de produtos e serviços ou convidem os usuários à ação por meio de verbos no imperativo. Portanto, todo cuidado é pouco!

2 – Atente-se para as dimensões

Atualmente, as dimensões das capas para o Facebook são de 851 pixels de largura por 315 de altura. Isto significa que você tem espaço suficiente para exibir a identidade da sua marca e atrair os usuários. Produza imagens sempre com esses tamanhos para que nenhuma informação importante seja deixada de fora e para que a peça não seja distorcida.  

3 – Capriche na qualidade

Para que as suas peças chamem a atenção e cativem os usuários, é importante que você preze pela qualidade. Por isso, nunca deixe os princípios básicos do design (alinhamento, proximidade, contraste e repetição) de lado na hora da criação e sempre salve os seus arquivos em bons formatos.

4 – Adapte para o mobile

Lembre-se de que o tamanho da capa pode variar de acordo com o dispositivo móvel do usuário ou a versão do aplicativo do Facebook utilizada por ele e teste a sua imagem ao máximo antes de fazer o upload dela na sua fanpage. Você não quer que a informação mais importante a respeito da sua nova promoção deixe de aparecer, não é mesmo?

5 – Não se esqueça da imagem de perfil

Os princípios básicos do design também não devem ser deixados de lado na hora de coordenar a sua nova capa com a imagem escolhida para ser utilizada como foto de perfil. Sempre que possível, faça com que elas conversem entre si. Nesse quesito, o limite é a sua criatividade e os resultados podem ser simplesmente incríveis!

6 – Mude a sua capa com frequência

Provavelmente, a sua empresa deve ter um calendário editorial para os conteúdos publicados no blog e nas redes sociais. Na medida do possível, tente aproveitá-lo para as atualizações da sua capa. Datas como Natal, Ano Novo, Carnaval, Dia das Mães e Dia dos Namorados, por exemplo, são ótimas oportunidades para surpreender os seus clientes.

E então, gostou das nossas dicas? Quais delas você pretende aplicar? Conte para a gente nos comentários!

responsive-websites.jpg

Por que devo me preocupar com o design responsivo

Você já passou pela experiência de abrir um site através de algum dispositivo mobile e perceber que não consegue navegar por que a página não se ajusta ao tamanho da sua tela? Quando o conteúdo não se organiza de maneiras diferentes para os vários tipos de browser, estamos diante de um site não responsivo.

Ou seja, podemos dizer que o design responsivo é o que faz com que a experiência de navegação seja fluida em todos os meios. Segundo artigo da Smashing Magazine, o conceito sugere que design e desenvolvimento devem responder ao comportamento dos usuários e ao ambiente, baseando-se em tamanho de tela, plataforma e orientação.

Estamos falando grego? Calma! O que queremos dizer é, basicamente, o seguinte: no Design Responsivo, assim que o usuário muda o aparelho no qual está navegando, o site se ajusta automaticamente para o novo formato. É nada mais do que um projeto gráfico inteligente, de interfaces adaptáveis a cada dispositivo (tablet, notebook, desktop, smartphone).

A prática responsiva consiste, então, em um mix de grids e layouts flexíveis, imagens e no uso inteligente de CSS Media Queries. O termo é complicado? Vamos à explicação. De acordo com o Pop Up Design, podemos comparar os Media Queries com funcionários de uma galeria arte. Eles direcionam cada visitante para uma sala diferente, de acordo com o que cada um gosta mais de observar. São expressões de CSS (Cascading Style Sheets) utilizadas para mudar o layout em diferentes aparelhos sem alterar o conteúdo.

Motivos pelos quais você deveria se preocupar com o design responsivo

Agora você já está familiarizado com o conceito e pode estar se perguntando por que a utilização do design responsivo importa para o seu site, certo?

A resposta está na demanda. O Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br) divulgou neste ano os resultados da TIC Domicílios 2013, a pesquisa mais abrangente sobre o uso de computadores, internet e telefone celular no Brasil – segundo informa a coluna Tecneira, da Época Negócios. A pesquisa aponta que, em 2010, 4% da população brasileira utilizava smartphones para navegar em redes sociais e acessar e-mails. Em 2013, esse número passou para 31%!

Além disso, o Creative Market dá outras sete razões para usar o design responsivo:

1) Ele oferece uma melhor UX

A melhora da experiência do usuário é, provavelmente, o motivo mais óbvio pelo qual tornou-se imprescindível trazer o design responsivo para os sites.

2) Ele diminui o tempo necessário para ajustar seu site

Sem ele, você precisaria ter múltiplas versões do seu site: uma para cada dispositivo. E teria que fazer atualizações para cada uma delas. O design responsivo permite que as edições sejam feitas de uma só vez, para todos os formatos.

3) Ele permite que você saiba quem visitou sua página

Com múltiplas versões, é muito mais difícil calcular o número de clicks, pois os visitantes estarão divididos.

4) Ele ajuda a melhorar o SEO

Você sabia que o Google pode derrubar o ranqueamento do seu site caso encontre conteúdo duplicado em múltiplos lugares?

5) Ele ajuda a incorporar flexibilidade para o futuro

A tecnologia está sempre mudando. Com o design responsivo, você pode se planejar de maneira mais rápida, adaptando seu site sempre que novos dispositivos forem criados.

6) Ele faz com que você poupe dinheiro

Implantar o desgin responsivo pode ser caro no início, mas você não precisará ficar pagando alguém para manter e atualizar  múltiplas versões de apenas um site!

7) Ele traz benefícios pay-per-click

Com as Campanhas Avançadas, o Google Adwords passou a considerar o mesmo público-alvo: esteja o usuário em um tablet ou em um notebook. Ou seja, um site criado através de design responsivo pode usar a mesma landing page para qualquer aparelho, tornando mais fácil gerenciar os seus pay-per-clicks.

Gostou do post? Se ficou com alguma dúvida sobre o assunto ou quer compartilhar sua experiência com o design responsivo, comente!

SOLT0000000000000113-150511-0.jpg

Dicas para que o site da sua empresa seja, enfim, responsivo

Desenvolver recursos responsivos é cada vez mais uma alternativa à competitividade do mercado. Afinal, para a sobrevivência das empresas é fundamental atender à demanda crescente por conteúdo acessado a partir de qualquer tipo de dispositivo – tablets, smartphones, notebooks ou desktops, por exemplo. Só no Brasil, 43 milhões de pessoas acessam a internet a partir de seus celulares, de acordo com o DataFolha. Nesse contexto, o primeiro passo para agradar os consumidores e estar bem ranqueado nos buscadores é ajustar o formato do layout do site da sua marca.

É bem provável que você já esteve navegando pelo celular e, de repente, abriu um endereço pelo navegador que apareça todo “desconfigurado”, não é mesmo? Além de dificultar a usabilidade, sites não-responsivos espantam usuários. Ter de ficar aproximando ou virando a tela de um smartphone ou tablet a fim de encontrar um elemento não é nada agradável. Por isso, consumidores não pensam duas vezes antes de fechar a aba de endereços que ainda apresentam uma versão adapatada dos endereços para dispositivos móveis.

Outro benefício da responsividade dos layouts está relacionado ao SEO (Search Engine Optimization) da página. Endereços adaptados para serem visualizados em smartphones, por exemplo, são reconhecidos mais facilmente pelo Google e costumam constar entre as primeiras páginas de resultado de buscas. Esse, por si só, já é um argumento bastante válido para investir na customização das páginas, certo? Afinal, que empresa deseja ser “escondida” dos buscadores?

Antigamente, a conversão de um site exibido em telas de tamanhos diferentes era muito mais dificultada em razão das limitações de alguns navegadores como o Internet Explorer. Com o desuso do programa e a ascensão do Google Chrome, por exemplo, essa tarefa tornou-se muito mais simples. Porém, surgiram outros entraves, como a infinidade de tamanhos de telas – só os dispositivos mobile apresentam resolução que varia de 320×240 cm até 640×960 cm. Basta comparar o tamanho de um Samsung Galaxy S4 e de um iPhone 5S. Um site responsivo deve ser igualmente aberto nos dois dispositivos.

Para aumentar a acessibilidade de um site, elementos são redimensionados automaticamente. Em alguns casos, é necessário suprimir partes secundárias de um endereço para que outras mais importantes sejam colocadas em destaque e, então, não seja perdida a usabilidade. Há, ainda, possibilidade de itens serem agrupados e substituídos por outros. Uma situação que costuma acontecer com frequência é a substituição de um menu por uma caixa de seleção.

O pensamento que deve predominar nessa etapa de planejamento sobre o que deve ser migrado para a versão do site para celular é: o que é primordial? Quem está no celular procurando por sua empresa quer ter acesso a informações fundamentais e, principalmente, contatos. Também não se deve esquecer a adaptação das imagens para o mobile.

Quando é desenvolvida uma única plataforma a ser exibida a distintos gadgets, há economia de recursos e de tempo. Além disso, é aprimorada a experiência do usuário com a sua marca que, por sua vez, pode registrar aumento nas taxas de conversão.

E, você, já utiliza o design responsivo em suas páginas na internet? Já parou para pensar sobre o investimento? Compartilhe sua opinião abaixo e não deixe de acompanhar nosso blog!

Seu site está de acordo com seu público? Entenda o momento de reformular o website e os benefícios da nova presença

Seu site está de acordo com seu público? Entenda o momento de reformular o website e os benefícios da nova presença

Você já parou para pensar que a razão da falta de conversão de visitas em vendas em seu site pode estar na forma como ele está estruturado? Esta pode ser a mesma explicação do porquê sua empresa ainda não possuir uma presença digital forte! Alguns aspectos fazem com que uns espaços na web recebam mais destaque do que outros, um deles é a adequação ao público-alvo. Um site que oferece uma boa experiência ao visitante tem mais chances de ser acessado novamente, de receber novas visitas e de fechar mais vendas. Confira aqui como identificar o momento ideal para reformular o site de sua empresa e quais os benefícios de uma nova presença.

Quando reformular o site?

Faça uma análise do seu site e observe o comportamento dos seus visitantes. Busque também informações nas redes sociais da empresa: como está o engajamento do seu público? Essas são respostas que ajudam a identificar o momento certo para reformulação do site. Conheça alguns dos aspectos que devem ser levados em consideração na hora de tomar esta decisão:

Dificuldade no acesso

Se as visitas são rápidas e o internauta não fica muito tempo em sua página, provavelmente o site apresenta problemas de usabilidade e não oferece um conteúdo interessante. Se o seu site apresenta falhas como essas, está mais do que na hora de ser reformulado.

Público-alvo não se identifica

Quando um cliente em potencial chega até sua página e encontra um conteúdo que não está estruturado para o perfil dele, são grandes as chances de rápido abandono do site. Capturar a atenção do público-alvo é o primeiro passo para o fortalecimento da marca em ambiente online e manter este público interessado é o segundo. Portanto, este é outro importante indicativo de que o website deve ser repensado.

A plataforma utilizada não oferece recursos que permitam otimizar o site

Um bom sistema de gestão de conteúdo simplifica o gerenciamento das páginas. Também oferece ferramentas que possibilitam melhorar o posicionamento do site nos resultados das pesquisas realizadas em buscadores, como o Google. Por isso, além de apresentar um painel de administração amigável, a plataforma deve ter recursos que permitam criar URLs com as palavras-chaves no endereço, títulos de páginas com descrições completas e informações de metadados (descrição e palavras-chaves do conteúdo da página). Estas ferramentas simplificam o uso de algumas técnicas de SEO, que visam garantir a indexação do site nos buscadores. Se a plataforma utilizada pela sua empresa não oferece estas facilidades, é hora de trocá-la.

Benefícios da nova presença

Depois de identificado o problema, é hora de definir novas estratégias que busquem melhorar o conteúdo, a estrutura e a indexação do site. Estas são ações que ajudam a proporcionar um espaço que se enquadra melhor no perfil do público-alvo e que atende suas reais necessidades e preferências. Quando a página da empresa é um espaço agradável, atrai mais atenção na internet. Conheça mais sobre alguns dos benefícios da reformulação do site:

Maior engajamento nas redes

Uma consequência da melhora na estrutura e no conteúdo apresentado é o aumento da popularidade da marca também nas mídias sociais. Seguidores do Twitter, Facebook e outras redes participam mais quando encontram um conteúdo relevante e interessante. Também aumentam os compartilhamentos das postagens feitas pela empresa e as indicações para o seu site.

Design clean

A reformulação busca também aumentar a usabilidade. Isso significa uma melhoria nas ferramentas utilizadas, o uso de menus intuitivos e informações mais acessíveis. Todas essas são características que tornam a experiência do usuário no site muito melhor. Um site clean e fácil de entender garante mais retornos e visitas mais longas.

Melhor posicionamento na web

Mais do que estar na internet, é importante manter uma presença virtual relevante. A reformulação do site busca garantir essa relevância, oferecendo um espaço visualmente atraente, agradável de navegar e com fortes argumentos. Para garantir novas visitas, é essencial que o site seja construído em uma plataforma com recursos que facilitem a indexação nos mecanismos de buscas. Dessa maneira, quando algum cliente em potencial realizar pesquisas relacionadas a sua empresa, encontrarão seu site com maior facilidade.

Reconheceu alguma das falhas apresentadas aqui em seu site? Conte nos comentários.

5 Dicas para atualizar seu site

Após criar um site, é necessário mantê-lo atualizado, pois é sempre necessário modificar a vitrine da sua empresa para que seus clientes percebam que você está preocupado em prestar uma atendimento cada vez melhor.

Muita criatividade

Seja criativo e autêntico

Com a enorme concorrência que a internet proporciona, somente que é realmente bom terá destaque, e por este motivo, mantê-lo atualizado é tão importante.
Mas, o que fazer para que esteja sempre atualizado? Seguem 5 preciosas dicas para você fazer sozinho:

Dica 01:
Defina um prazo Continue lendo

Design de Marca Spezzi

Design da marca da Spezzi

Identidade Visual Spezzi Tecnologia

Empresa de Inovação em tecnologia, a Spezzi é uma empresa da cidade de Gaspar, SC, e tinha necessidade de um trabalho desde a criação do logotipo até Gestão da Marca.

Spezzi significa, em italiano, “pausa”. Expressão também utilizada para indicar uma “pausa para o café”. Além de ser um companheiro de projetos de quem vive programando, virando noites, o café também representa o momento de fechamento de negócios, uma pausa para repensar algum problema, ou um momento para mudar os pensamentos. Continue lendo

Novo site para a Clinique Elegance

Clinique-elegance-design-de-site

Já está no ar o novo site da Clinique Élegance de Blumenau, produzido pelo Design Deforma.

Um layout que privilegia o serviço oferecido, mais moderno e funcional.

Acesse a página da Elegance e conheça mais sobre essa clínica de estética de Blumenau.

Nesse trabalho utilizamos o joomla, e também avaliamos como o usuário se sentiria navegando pelo site, e concluímos que poderíamos trabalhar dessa maneira.

Design de site para a Tração Total

Design de site Tração Total

Design de site Tração Total

Esse site da pesada foi desenvolvido para apresentar um projeto diferenciado realizado na região de Gaspar.

Com layout clean, informativo, facilita o agendamento dos eventos. Além disso, realiza a integração com as mídias sociais, que facilitam a cobertura e acompanhamento do que está acontecendo. Continue lendo